O capítulo do amor

tumblr_ljzejwJd2h1qjptlao1_500_largeAinda que meu idioma fosse português, mas conversasse com você em inglês, e traduzisse para uma terceira pessoa em japonês, e não tivesse amor, seria o mesmo que o barulho insuportável de um giz arranhando a lousa.

Eu poderia passar um dia inteiro no meio da Praça da Sé (SP), com todo meu doutorado e teologia que levei anos para concluir, dizendo mensagens sobre Deus aos quarenta graus de um sol ardente, mas se não tivesse amor, seria mais inútil que buzina em avião.

Poderia também distribuir várias cestas básicas e tirar fotos pra postar em minhas redes sociais, mas se não tivesse amor, isso não passaria de tolice.

Pois o amor traz paz e bondade pura no coração. O amor não fica invejando quem conquista algo, nem dá piti de ciumes excessivo, nem tenta mostrar que é melhor que o outro.

O amor não é possessivo nem arrogante, não diz que perdoou e fica jogando na cara toda vez que briga.

O amor não diz “eu te avisei” quando te vê batendo a cabeça, mas diz “estou feliz com sua realização” com toda a sinceridade que pode existir nesse mundo e em quantos mais mundos possam existir.

“Pra sempre” existe quando se trata de amor. As fotos serão excluídas, as sms já estão quase extintas, os buquês de rosas murcharão, os status no Facebook passarão. Mas o amor permanecerá.

Afinal, tudo isso é temporário e falho, como quase todas as criações humanas.

Mas o perfeito existe. E se chama amor.

— Jayane Condulo — sobre o amor de I Coríntios 13.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s