A culpa não é minha

A culpa não é minha se não gosto de você. Você é uma pessoa metida e arrogante, só porque é linda, simpática e todos gostam de você. Sei que lhe proferi uma meia dúzia de palavras ofensivas, mas a culpa não é minha. Se você não fosse alguém tão legal com todo mundo, eu não lhe acharia falsa.

A culpa não é minha se te chateei. Você insiste em passar na minha frente, respirar o mesmo ar que eu respiro, frequentar locais públicos que também frequento, ter amigos em comum (que aliás, preferem você do que à mim). Você procurou isso, eu não tive culpa.

Por fim, a culpa não é minha se sou uma pessoa ignorante, cabeça quadrada, envolta em preconceitos, hipócrita, mal caráter e outras coisas mais. A culpa é sua. Sua existência me irrita. Por favor, pare de se fazer de coitadinha diante de minhas agressões.

— Jayane Condulo — sobre a arte de culpar o outro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s