Mulher

129_3023-homem-e-mulherDesculpe. Eu não queria te pagar um salário mais baixo. Acontece que, você sabe, homem produz mais né, entende do serviço há muito mais tempo, e só não contrato mais homens primeiro porque a lei me obriga a contratar mulheres hoje em dia, segundo porque com isso, acabo tendo mais candidatas do que candidatos para a vaga.

Sinto muito, também não queria ter passado a mão em algumas partes do seu corpo no transporte público. Mas sabe como é né, instinto masculino é difícil de controlar, e se estiver ali fácil então, nem se fala! Mas não foi por mal.

Assim como não é por mal que não divido os serviços domésticos com minha esposa. Ok, eu a ajudo vai. Lavo uma louça de vez em quando, coloco o lixo pra fora. Ajudar já é alguma coisa né? Esse negócio de “direitos iguais” só serviu pra aumentar a concorrência no mercado de trabalho.

Sexo frágil. Adoro essa descrição! Assim posso claramente me declarar mais forte, mais competente, mais capaz, mais preparado, mais tudo de melhor, pois vocês são fraquinhas (e inferiores, em outras palavras, mas não posso dizer isso em público).

A verdade é que eu sou muito gentil, até demais as vezes. Sempre dou presentes que vocês gostam e o mais importante: são úteis. Por exemplo, meu último presente foi um kit de cozinheira, com avental, talheres, e outras coisas mais que vocês costumam usar. Também já comprei aspirador de pó, ferro de passar roupas, liquidificador novo, máquina de lavar (você sabe quanto tá custando uma máquina de lavar?!)

E vocês ainda conseguem reclamar, incrível! Ganhando tantos presentes como esses, ainda inseridas no mercado de trabalho onde, anteriormente, era dominado (e muito bem administrado) pelos homens, recebendo a ajuda de seus companheiros em pequenos afazeres domésticos, atrapalhando o trânsito (porque não sabem dirigir bem como nós), e ainda ganhando cantadas no meio da rua (afinal, vocês estão sempre lindas né? Gastam todo o salário, de vocês e de vossos maridos, com roupas, sapatos, bolsas e maquiagem)…

Sinceramente, não têm do que reclamar! São umas ingratas, abusando de todos os privilégios e sempre querendo mais.

Mas vou te dar flores no “Dia da Mulher” ok? Afinal, é só pra isso que esse dia serve mesmo.

— Jayane Condulo — 08 de março, Dia Internacional da Mulher.

Anúncios

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s