A contabilidade do azeite

vasilhas-vazias

Milênios antes de “As Crônicas de Gelo e Fogo” ser escrita, outra história épica cheia de ação, rainhas más, profetas zangados e batalhas sangrentas acontecia no curso da História. Trata-se da narrativa bíblica-histórica de Crônicas e Reis, um prato cheio para quem gosta de um enredo rico em aventuras.

Uma dessas histórias descreve uma viúva pobre em apuros financeiros*. Além da tragédia de perder o marido e ficar sozinha com dois filhos pequenos para criar, o montante devedor  era tão alto que seus filhos seriam levados como escravos, a fim de quitar a dívida. Um drama.

Totalmente desesperada, ela procurou o profeta Eliseu e contou seu dilema. Este, pergunta:

— O que você tem em casa?

— Nada, apenas uma vasilha de azeite — ela responde.

E então, a história assume seu desfecho maravilhoso e sobrenatural. O profeta orienta a mulher a pedir vasilhas emprestadas dos vizinhos e ir enchendo com o azeite que ela já tinha. Assim ela o fez. E, enquanto houve vasilhas, o azeite não acabou. A viúva vendeu o azeite, quitou as dívidas e viveu feliz com seus filhos.

Eis algumas lições maravilhosas que esse texto nos ensina:

Na história da vida, haverá situações em que você será responsável pelo papel do profeta. Quando esse for o caso, você deve estar preparado para ajudar quem vier buscar socorro em você. E quando acontecer, simplifique.

A pessoa desesperada geralmente não consegue seguir uma linha de pensamento prático, então ajude-a a organizar um plano sistemático e simples.  “O que você tem em casa?”; “Quais são seus recursos?”; “O que você sabe fazer?”; são perguntas lógicas e de extrema utilidade para começar a se organizar. Interessante é notar que não existe pessoa pobre demais que não tenha algo que se possa utilizar, apenas é preciso desembaçar o olhar, e esse é o papel do profeta. Ajude pessoas a enxergarem seus dons, valorizar o que possuem.

  1. CONFIE NAS PESSOAS QUE POSSAM TE AJUDAR. Quando o enredo mudar e você se vir no papel da viúva pobre, apenas lembre-se: Não importa quantas pessoas você perdeu na vida, sempre haverá alguém disposto a te ajudar. O ser humano foi feito para viver em sociedade, como John Donne escreveu “ninguém é uma ilha”, eventualmente precisamos uns dos outros e isso é bom, não é fraqueza nenhuma admitir que precisa de ajuda.
  2. USE O QUE VOCÊ TEM. Na hora da crise, não procure soluções mirabolantes, não se meta em dívidas para quitar dívidas, não se desespere. Use o que você tem à seu favor. Talvez você desenhe bem, faz uma maquiagem bacana, assa uns bolos que todo mundo adora. Pense em como você pode usar esses talentos que até ontem eram apenas hobbies para rentabilizar. Atualize-se, assista tutoriais e se puder, faça cursos de aperfeiçoamento. Melhore o que você já sabe fazer.
  3. PENSE GRANDE. Quando o profeta disse à viúva que pedisse aos vizinhos vasilhas emprestadas, talvez ela tenha pedido apenas uma ou duas. Olhou para a quantidade de azeite que tinha e deve ter pensado: “mas é tão pouco, mal encherá uma vasilha…” Penso que a surpresa da mulher foi imensa em ver que quanto mais ela colocava, mais o azeite rendia. Quando se trata dos seus dons e habilidades, acredite, a fonte de onde jorra seu talento é inesgotável. Criatividade é um recurso que quanto mais se usa, mais se tem, não economize. Pegue todas as vasilhas que puder e confie em si mesmo.
  4. USE SUA FÉ. Entenda que na vida, nem tudo depende de nós. Há coisas que só o Dono da existência pode fazer, mas isso não é problema seu, já que não é de sua alçada. Então, pare de se preocupar com o que não consegue fazer e foque no que pode ser feito. Deixa com Deus o que for de Deus e cuide da sua parte. Primeiro ponha o pé, que Deus providencia o chão. Prepare suas vasilhas que o azeite é com ele.

Essa é uma história interativa, foi escrita há milhares de anos, mas o azeite continua jorrando da vasilha da viúva pobre através dos séculos. Pegue quanto quiser.

— Raquel Condulo.


*II Reis 4.1-7

Raquel Condulo é cristã e artesã na Arte e Graça – Artigos para casa e presentes em MDF.

Anúncios

2 comentários

  1. Ah! Que texto lindo! Daqueles textos que você fala: Puxa, queria ter escrito isso!
    Mas me alegra os coração saber que tenho ao meu lado pessoas tão sensivelmente tocadas pela GRAÇA. Raquelzinha, já disse que seu sua fã né?!

    Curtir

  2. Interessante a importância que se pode ter na vida de alguém. Falar desse assunto envolve, inclusive, as lideranças e o quanto é crucial aquela atenção dada quando o outro precisa. Creio que é essencial estar preparado para lidar com essas situações; sem contar com a graça – um toque nos dado sem merecimento, repleto de generosidade.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s