Pós 2016

sem-titulo

Acabou. O “pior ano” de quase todo mundo, acabou. Será? Pós 2016 e eu te pergunto: o que muda? Ou, seria mais correto questionar o que nós faremos para mudar tudo o que foi de ruim no ano mais detestado da história?

Pós 2016 e continuamos achando que a cultura do estupro não existe, que 30 homens não estavam errados. Pós 2016 e ainda estamos alienados em joguinhos do celular enquanto andamos na rua, ou em games que assassinam meninos na madrugada. Pós 2016 e continuamos comemorando o Brasil “para gringo ver”, como se não tivesse bulling e racismo dentro de casa.

Não, não mudamos. Vamos continuar cuidando da vida alheia assistindo BBB e pulando Carnaval, para depois falar mal de ambos. Vamos continuar protestando com a camisa da CBF que não é corrupta, acatando o discurso totalmente partidário da grande mídia. Continuamos sem saber explicar o que é a Lava a Jato e sem saber escrever (e nem pronunciar) a palavra impeachment. E, falando em impeachment, vamos continuar elegendo políticos que vimos votar  a favor do processo, mas não pelo contexto em sim, mas “por Deus, pelos pais, pelos filhos, pela tia Eurides e pela paz em Jerusalém (!)”.

Aliás, vamos continuar protestando contra a corrupção, mas furando a fila no mercado, sendo caloteiro, mentindo pra todo mundo, criticando a política do país sem lembrar em quem a gente votou.

E, depois de tudo isso, vamos continuar usando a frase “o Brasil não vai pra frente” pra maquiar nossa hipocrisia diária. Pós 2016 – o que muda pra você?

— Jayane Condulo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s