Drica Serra

Dividir pra Conquistar

maos dadas ajudando a levantar cuide para que nao caia “Nós e eles”, “bons e maus”, “pobres e ricos”, “trabalhadores e patrões”, “mulheres e homens”, “negros e brancos”, “gays e heterossexuais”. Nosso país está completamente dividido!

E o que acontece num país assim? Nada… de bom. Por que? Porque o povo não consegue se juntar por um único propósito. Estão gladiando entre si e nem param pra ver o caos em que o país está. “Incite conflitos entre um povo, deixe que se arranhem e mordam, e eles não pararão pra notar o que ocorre no poder”.

A gente vêm se preocupando com nossos próprios interesses. Criamos bancadas no Congresso, apoiamos leis que beneficiam somente nosso grupo, votamos em quem defende os interesses da nossa “turma”. Votamos em quem defende o que é melhor pra nós, não para nosso país. Quebramos os valores éticos, ridicularizamos os princípios, cada um faz o que quer, cada qual em seu caminho. Será que isso é mesmo o melhor? Olha, analisando como o mundo está, eu diria com toda certeza: não!

Dividir para conquistar, assim dizia Maquiavel. E é isso que os que estão no poder fazem com a gente. Colocam cada um em um cantinho e demonizam os outros grupos para que a gente mantenha distância um do outro. Colocamos estereótipos nos que não pertencem ao nosso meio, quando tudo o que queremos é que eles não façam isso conosco. Gritamos nossa vontade, sem parar pra pensar no que é melhor pra todos. E pior: gritamos nos lugares errados. Um grito covarde de quem não levanta e faz. E assim somos grupos tão pequenos que facilmente somos iludidos, titubeados, derrotados. Não conseguimos resolver nossas batalhas e a guerra se perde dia após dia.

É preciso ver além dos muros que ainda nos dividem.

— Drica Serra.


1506904_671691912945747_6487870013099426432_nEx estudante de Jornalismo, Drica Serra, 18 anos, cursa atualmente Direito pela Faculdade Estácio de Sá. Cristã e romântica, Drica não depende da graduação que esteja cursando para manter um relacionamento sério com as palavras. Escreve maravilhosos textos e versos, atraindo muitos admiradores que ultrapassam a fronteira de sua cidade (Serra – ES), alcançando vários outros lugares do Brasil, onde tornou-se conhecida por ser “A menina e o violão” das redes sociais.

Para saber mais, acesse:

FacebookTumblrInstagram