Juliana Lins

Uma instituição chamada Igreja

11857757_795915617196777_1347340761_nAs questões que costumo tratar, parecem assustar bastante, não sei se de alguma forma implícita, nos são implantadas informações de que não devemos pensar, ou se é explícita mesmo. A instrução Paulina foi para que prestássemos culto racional e eu gosto disso. Quando observamos “culto racional”, não nos é exigido muito, nada mirabolante, é apenas para atentarmos, sabermos os porquês, entendermos a natureza das vivências, das doutrinas, das histórias, das imposições, servirmos com entendimento. Por exemplo, não posso me alegrar e bater no peito me orgulhando da reputação que as organizações e instituições religiosas cristãs têm na atualidade. Não há a menor possibilidade de eu me sentir representada por alguns líderes religiosos que estão sob a divulgação da mídia. Não há mesmo uma inspiração neles, e isso é questionável. Alguns irmãos pacificam demais os pecados, outros só sabem apedrejar, alguns gritam heresias em praças, outros são teólogos formados nos púlpitos, apenas por dinheiro, distorção do evangelho, e isso é questionável. O mundo gospel cada vez mais lucrativo, competitivo, cheio de interesses próprios, música arranjada, corações distantes da ideia inicial, ou já nem mais iniciada, e isso é questionável. Amar é pouco importante, fazer o bem aos pequeninos é pouco importante, ofertar com alegria também não é muito importante, porque importante mesmo é lembrar os crentes sobre o tal do falso demônio “devorador”, promovendo o medo e não a alegria, e isso é questionável. Contudo, devemos ter ciência de que o perecer acontece pela falta de conhecimento, experiências anti bíblicas ou extra bíblicas, sem ordem, sem decência, sem Espírito, sem verdade. Não podemos dar espaços aos improvisos e incorporações de doutrinas, não podemos aceitar isso no Reino. Se observarmos a igreja do Nosso século em base na Bíblia Sagrada, o nosso coração aperta. A quantidade de valores invertidos, faz doer a alma. A distância das nossas vidas com o evangelho de Cristo, talvez deva ser calculada em anos luz. Mas vamos perceber algo: Faria sentido eu me distanciar do Cristo, por causa do erro de Pedro? Sem pecados, Imaculado, Santo, Irrepreensível, não era Pedro. Se Pedro O negar, se Judas O trair, se todos os discípulos falharem, eu ainda estou seguindo Jesus, e isso é inquestionável. Se conhecermos A Verdade, Ela nos liberta. Se o sistema estiver corrompido, sejamos uma falha no sistema! Sejamos a luz. Oro ao Senhor, para que Ele nos levante de forma poderosa, em adoração franca e intensa! Servirmos com as nossas vidas! Oro para que tenhamos sede de justiça! Oro para não darmos lugar a carne e para não extingarmos o Espírito. Clamo a Deus que nos dê entendimento. Suplico que não sejamos levados em quaisquer ventos doutrinários. Desejo que sejamos tomados por Deus em quebrantamento e arrependimento, e que os movimentos infiéis ao Espírito Santo, cessem. Peço que sejamos avivados pela Palavra e que esse avivamento alcance os que estão sob a mídia, os que sentem ódio, os que amam, os aproveitadores, os íntegros, os avarentos, os bondosos, os mentirosos, os sinceros, os adúlteros, os brancos, os negros, os orgulhosos, os maldizentes, os falsos, os ignorantes, os mendigos, os que se prostituem, os que traficam, os amados, os abandonados, os ricos, os pobres, os doentes, os esquecidos, os abusados, os festivos, os destruídos, os requeridos, os fortes, os fracos, os homossexuais, os heterossexuais, os viciados, os libertos, os escolhidos, os chamados, os judeus, os gregos, os homens, as mulheres, os doutores, os ladrões, os porteiros, os cantores, os pastores, os conservadores, os liberais, os estudantes, os de perto, os de longe… Todos, sem distinção, sem exceção! Oro para que a Palavra avive a mim e a você, em verdade, em justiça e em amor. Ele convence, Ele faz, Ele nos vivifica, tudo vem DEle, e NEle sim, podemos ser transformados de glória em glória, para Sua glória. “Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus.” (Mateus 5:16).

— Juliana Lins.


11800415_766102773500986_5162644800517217654_nJuliana Lins, 21 anos, solteira. Estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas na Anhembi Morumbi, mas também amante das palavras.

Cristã Protestante, ela mantém sua linha de raciocínio firme nas palavras de Jesus e rebate tudo aquilo que é contraditório ao verdadeiro evangelho.

Leva tão a sério “a alegria do Senhor é a nossa força”, que está sempre sorrindo, animada, e decidiu recentemente registrar momentos bons.

Saiba mais conhecendo seu trabalho. Clique aqui!